crescer























Não quero ser grande. 
Não quero usar os sapatos de salto alto que em tempos cobicei 
Não me quero vestir como a mãe 
Nem ser como a mãe. 
Não quero ouvir mais “Estás tão grande!” 
Nem que me elogiem o tamanho. 
Quero ser o botão perdido da camisa branca do pai 
E responder 
A cada insucesso 
Que sou pequenina demais 
 Para ser e fazer melhor.

Sem comentários:

Enviar um comentário